quinta-feira, 19 de maio de 2011

6 mil surdos participam de ato público, em Brasília, nos dias 19 e 20 de maio

Protesto contra atual modelo do Mec de educação para os surdos
Releases

http://www.maragabrilli.com.br/imprensa/4-releases/428-protesto-contra-atual-modelo-do-mec-de-educacao-para-surdos.html


Qua, 18 de Maio de 2011 16:35

Cerca de 6 mil surdos participam de ato público, em Brasília, nos dias 19 e 20 de maio, em prol do modelo de educação bilíngue.

O fechamento de algumas escolas de surdos desencadeou uma mobilização de toda a comunidade surda brasileira, que se reunirá em Brasília para um ato público contra a atual política de educação inclusiva do Mec. Em março a Secretaria de Educação Especial do Mec anunciou o fechamento do ensino básico em escolas centenárias como Instituto Nacional de Educação dos Surdos (INES) e o Instituto Benjamin Constant (cegos), ambos localizados no Rio de Janeiro.

A atual política de educação do Mec prevê que os alunos sejam todos matriculados nas escolas regulares e que recebam atendimento especializado em outro horário. Reivindica-se que esse modelo é ineficaz para os surdos, que devem estar em classes bilíngues, onde são trabalhadas a Língua Brasileira de Sinais e a Língua Portuguesa.

Lidera a manifestação a Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos - Feneis.

Pesquisa prova que escola bilíngue é melhor para surdos

O Programa de Avaliação Nacional do Desenvolvimento Escolar do Surdo (Pandes) é um dos maiores programas do mundo de avaliação do desenvolvimento escolar, de cognição e de linguagem de uma população escolar surda. A pesquisa foi realizada entre 2001 e 2011 com apoio do CNPq, da Capes, e do Inep (Observatório da Educação).

Nesta última década, o programa avaliou 8 mil surdos oriundos de 15 estados brasileiros com idades de 6 a 25 anos, desde o primeiro ano do ensino fundamental até o último ano do ensino superior. Nessa grande amostra do alunado surdo brasileiro, cada estudante surdo foi avaliado durante mais de 20h em uma bateria de dezenas de instrumentos (incluindo a Provinha Brasil e a Prova Brasil adaptadas) que avaliam leitura alfabética de palavras novas e conhecidas, compreensão de leitura de sentenças e textos, qualidade ortográfica da escrita, vocabulário de escrita para nomear objetos, vocabulário de leitura orofacial, habilidade de leitura orofacial, memória, e assim por diante.

Os resultados indicaram que a criança surda (cuja língua materna é a Libras) aprende significativamente mais e melhor nas escolas bilíngues na interação com professores sinalizadores e em meio a coleguinhas também sinalizadores

O estudo prova que o assim chamado Atendimento Educacional Especializado (que o Mec insiste em implantar) não substitui a educação bilíngue de qualidade ministrada por sinalizadores fluentes em meio a uma comunidade linguística sinalizadora que é a escola verdadeiramente bilíngue, em especial do 1º ano ao 5º ano do ensino fundamental quando a criança começa a ter leitura alfabética suficiente para começar a fazer leitura orofacial e, assim, só a partir daí, se beneficiar substancialmente da educação inclusiva em contraturno.

Contatos para a imprensa : Regiane Lucas – 31 9253 1805
Jornalista da Feneis e doutoranda em Comunicação Social UFMG
Rita nacajima – 2205 6410

Programação:
Data: 19/05/2011
Local: Ministério de Educação
07h00 Início da concentração na frente do MEC
09h00 Início da manifestação – anúncio dos objetivos e regras
09h15 Apresentação – Comissão de Organizações do Movimento Surdo em Favor da Educação e da Cultura Surda
09h30 até 11h Permanecer protestando em frente ao MEC.
10h30 até 11h Reunião com o Ministro da Educação Fernando Haddad
11h Ir para frente do Congresso Nacional
11h30 Senador Lindbergh Farias (PT-RJ) debate: Inclusão x Bilíngue para Surdos no senado
12h30 Revezamento de grupos na saída para almoço
14h50 Voltar concentração na frente do MEC
15h00 Depoimento de Lideres (Mulheres surdas) sobre Inclusão x Bilíngue para Surdos
15h20 Depoimento de Lideres (Homens surdos) sobre Inclusão x Bilíngue para Surdos
15h40 Depoimento de pessoas Mulheres deficientes
16h00 Depoimento de pessoas Homens deficientes
17h00 Revezamento de grupos na saída para jantar
- -
19h30 Apresentação: Museu de Surdez – Grupo de CIACS/RJ em frente ao Congresso Nacional
OBS: Todos devem levar velas, só à noite e casaco para se proteger do frio
Data: 20/05/2011
Local: Museu Nacional até o Planalto ou MEC ou Congresso
08h00 Início da concentração na frente do Museu Nacional de Brasília
09h00 -
09h30 Apresentação – Hino Brasil – Alan Henry - SP
09h40 Apresentação – artística/teatral: “Orgulho Surdo” – Nelson Pimenta, Rosana Grasse, Fernanda Machado e Bruno Ramos - RJ
09h45 Apresentação – Palhaços Surdos “A Escola” – Dois Atores: Cleber Couto e Gabriel Carmo - PA
09h55 Apresentação – artística/teatral: “Bomba” – Nelson Pimenta, Rosana Grasse, Fernanda Machado e Bruno Ramos – RJ
10h00 Início da Caminhada até o Palácio do Planalto ou MEC
12h00 Revezamento de grupos na saída para almoço
14h30 Voltar da manifestação
-
15h40 Apresentação – artística/teatral: “Mundo” para fazer imitação – Nelson Pimenta, Rosana Grasse, Fernanda Machado e Bruno Ramos - RJ
16h00 Apresentação – artística/teatral: “Influência na Sociedade” – Waldimar Silva - DF
16h10 Apresentação – artística/teatral: “A música na vida do surdo” – Waldenildo e Liliane - DF
16h20 Apresentação – artística/teatral: “Metáfora” – Grupo de CIACS – RJ: Nelson Pimenta, Nívea Ximenes, Rosana Grasse, Fernanda Machado, Bruno Ramos e Alexandre Pinto
16h30 Espaço para Discurso de responsáveis do MEC
16h50 Agradecimento e enceramento

Um comentário: