No blog http://tinformando-meus-blogues.blogspot.com.br/ encontrará o meu espaço web

Translate

sexta-feira, 15 de julho de 2016

O Governo do Paraná iniciou nesta quinta-feira (14), em Francisco Beltrão, um mutirão inédito para o fornecimento gratuito de aparelhos auditivos pelo SUS. Em dois meses, a medida vai beneficiar 1,2 mil pacientes de 26 municípios do sudoeste.

O Governo do Paraná iniciou nesta quinta-feira (14), em Francisco Beltrão, um mutirão inédito para o fornecimento gratuito de aparelhos auditivos pelo SUS. Em dois meses, a medida vai beneficiar 1,2 mil pacientes de 26 municípios do sudoeste. O investimento é de quase R$ 1,5 milhão em recursos do tesouro estadual. 

De acordo com o superintendente de Gestão de Sistemas de Saúde, Paulo Almeida, o mutirão faz parte da estratégia de ampliação dos serviços e procedimentos de média e alta complexidade. "Hoje somos o único Estado do país que coloca recursos próprios para este fim. Trata-se de uma ação efetiva para reduzir filas de espera e garantir mais qualidade de vida aos paranaenses", ressaltou. 

Somente neste ano, o Estado está aplicando R$ 80,5 milhões para incrementar o teto financeiro de média e alta complexidade dos municípios. Com o recurso, as prefeituras podem custear a ampliação da oferta de serviços como consultas, exames, internações, procedimentos hospitalares, tratamentos clínicos e cirúrgicos, UTI, entre outros. 

No caso dos municípios da 8ª Regional de Saúde, foi definido que o dinheiro seria aplicado no fornecimento de aparelhos auditivos, cuja fila se acumula desde 2010. "Este é um dos nossos maiores gargalos da rede pública de saúde na região. Hoje, 1,2 mil pacientes estão na fila. Com este mutirão, esperamos zerar a demanda reprimida", esclarece o prefeito de Ampére, Hélio Alves, que também é presidente da Associação Regional de Saúde do Sudoeste (ARSS). 

Até o mês de maio, o tempo médio para o paciente conseguir um aparelho auditivo pelo SUS era de aproximadamente cinco anos. Isso acontecia porque os municípios tinham recursos escassos para a compra e distribuição de apenas 16 a 20 próteses por mês. 

O aposentado Domingos Lepreri, de 80 anos, foi o primeiro paciente a ser atendido pelo mutirão no sudoeste. Morador de Ampére, Lepreri era um daqueles usuários que aguardavam o aparelho auditivo há cinco anos. "Eu não podia esperar tanto tempo e fui obrigado a comprar o meu próprio aparelho. Contudo, há pouco tempo ele quebrou e não tinha mais condições de pagar o conserto", afirma o aposentado, que recebeu a nova prótese gratuitamente nesta quinta-feira através do mutirão. 

Quem também foi contemplada nesta primeira etapa do mutirão foi a dona de casa Cleci Miotto Silva, de 66 anos. Com 4 filhos e 13 netos, ela conta que tinha dificuldade para se comunicar com a família e também não podia mais fazer coisas simples como ver televisão ou ouvir rádio. "Minha audição era quase nula. Quando mais de uma pessoa falava, eu já não conseguia ouvir nada. Era muito angustiante", disse a dona de casa, que mora em Ampére. 

Contente com o aparelho, Cleci afirma que os almoços de domingo terão outro significado. "Vai mudar para melhor. Poder conversar com a minha família, assistir novelas e ouvir minhas músicas era o que eu mais senti falta nesses anos", complementa. 

Além da dona Cleci e do seu Domingos, outros 17 pacientes receberam aparelhos nesta quinta. Ao longo dos próximos dois meses, a expectativa é que todos os 1,2 mil pacientes da fila passem pelas consultas e exames necessários e recebam as próteses adequadas para voltarem a ouvir normalmente. 

A diretora da 8ª Regional de Saúde de Francisco Beltrão, Cintia Ramos, destaca que iniciativa do governo estadual trará ganhos inestimáveis à qualidade de vida dessas pessoas. "Hoje, com os investimentos do Estado, temos a perspectiva de solucionar este problema crônico que atinge todos os municípios de nossa região", comemora. 


http://www.aen.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=89997&tit=Estado-vai-tirar-12-mil-pacientes-da-fila-de-espera-por-aparelho-auditivo

Nenhum comentário: